Bem vindos!

Variedades de Floripa ! notícias, política, depoimentos, críticas, curiosidades, vídeos e receitas !
Participe !

Todos os posts estão divididos por área, então se você tem interesse de ver somente um tipo de post, utilize a barra de categorias no topo da página, ou na seção de tags ao lado.
___________________________________________


terça-feira, 29 de outubro de 2013

Musseline de batata-baroa


musseline-baroa-mandioquinha

Precisando de uma receita sofisticada para servir como entrada ou acompanhamento de peixes ou frango? Aposte na musseline de batata-baroa (também conhecida como mandioquinha). O sabor é delicado e a textura surpreendente. Originária da culinária francesa, a musseline é uma espécie de purê muito mais leve e aerado que o comum, resultado da adição de creme de leite batido. Como precisamos do creme de leite em ponto de chantilly, a receita só funciona com o creme de leite fresco. Os cremes de leite de caixinha e latinha não chegam no ponto de chantilly, devido ao baixo teor de gordura.

Ingredientes

600 g de batata-baroa (mandioquinha)
100 ml de leite
200 ml de creme de leite fresco
1 colher de manteiga
Sal e pimenta do reino a gosto

Preparo

Antes de bater o creme de leite, é preciso que tudo esteja bem gelado, inclusive os utensílios. Uma dica é colocar os batedores e a vasilha da batedeira no congelador por cerca de 40 min. Bata o creme de leite até que ele ganhe volume e se transforme em um chantilly. Não pode bater muito. Se ultrapassar o ponto, começará a formar manteiga. Reserve o chantilly. Cozinhe a baroa picada e descascada até ficar macia. Escorra a água do cozimento e bata no liquidificador com o leite (a baroa deve ser batida ainda quente). Leve esse creme de baroa ao fogo, acresce uma colher de manteiga, sal e pimenta do reino a gosto. Quando começar a ferver, acrescente o chantilly e misture delicadamente com ajuda de um fuê (batedor) até obter um creme homogênio.

Dica

Sirva a musseline de batata-baroa com couve frita. Para fazer, basta picar a couve em tiras fininhas e depois fritá-las em óleo bem quente. Esse processo deve ser rápido, cerca de 20 segundos, para que a couve não amargue.
 fonte Por Erickson Aranda

0 comentários:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget