Bem vindos!

Variedades de Floripa ! notícias, política, depoimentos, críticas, curiosidades, vídeos e receitas !
Participe !

Todos os posts estão divididos por área, então se você tem interesse de ver somente um tipo de post, utilize a barra de categorias no topo da página, ou na seção de tags ao lado.
___________________________________________


domingo, 29 de dezembro de 2013

A geração canguru ! Não é nada drástico, mas estudo do IBGE mostra que nos últimos 10 anos aumentou número de jovens que permanecem com os pais mesmo após os 25 anos: é a geração canguru



 Estudiosos da família brasileira têm um nome para os jovens entre 25 e 34 anos que continuam vivendo com os pais: geração canguru. Pois bem, estudo do IBGE, divulgado hoje, mostra que este é um fenômeno em crescimento no Brasil. Um em cada 5 filhos nesta faixa etária ainda vivia com os parentes em 2002. Hoje, é cerca de um em cada 4 - a proporção passou de 20 para 24% no período, em termos mais precisos.


O fenômeno é tão mais forte quanto maior a renda da família e são os homens que apreciam mais o aconchego do lar: eles respondem por 60% dos casos, segundo o IBGE.

“Possivelmente, a opção de viver na casa dos pais pode estar ligada à maior dedicação aos estudos”, afirma o instituto no levantamento “Síntese de Indicadores Sociais 2013”.

Quem são estes jovens?
As diferenças não são gritantes, mas o IBGE observa que no grupo dos que continuam vivendo com os pais, 10,8% permanecem estudando, contra 9,6% de quem já saiu de casa. Ou seja, eles de fato estudam em uma proporção um pouco maior.

E uma menor parte deles está trabalhando: 91,4%, contra 94,5% dos jovens que vivem em outro lugar.

O fenômeno é também muito sensível à renda. No Brasil hoje, 11,5% do total de pessoas vivendo com parentes são jovens entre 25 e 34 anos.

Mas este número é bem menor nas famílias que ganham até meio salário mínimo - aí cai para apenas 6,6% - e sobe para 15,5% naquelas com renda entre dois e cinco salários. Acima disso, fica em 14,7%.

“A decisão dos filhos em morar com os pais pode ser motivada por várias questões, não só de natureza emocional, mas também financeira”, atesta o IBGE.
fonte exame

0 comentários:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget