Bem vindos!

Variedades de Floripa ! notícias, política, depoimentos, críticas, curiosidades, vídeos e receitas !
Participe !

Todos os posts estão divididos por área, então se você tem interesse de ver somente um tipo de post, utilize a barra de categorias no topo da página, ou na seção de tags ao lado.
___________________________________________


sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Facebook agora quer monitorar o que você faz com o cursor do seu mouse



Todos nós sabemos que as regras do Facebook são bem rígidas.

  Quando o assunto são as políticas de privacidade, os termos são ainda mais abrangentes. O site tem autorização para monitorar e controlar suas fotos, mensagens abertas ou privadas e muito mais.

  Mas, ao que tudo indica, isso parece pouco. A empresa agora quer saber o que você faz com o cursor do seu mouse. Ela está trabalhando em um novo tipo de tecnologia para avaliar o comportamento das pessoas. As informações são do   Wall Street Journal, divulgadas ontem, 30.

O jornal informou que o Facebook, através do analista Ken Rudin, declarou que a empresa está trabalhando arduamente em um sistema que aumente a quantidade de dados capturados, recolhendo mais informações do comportamento dos usuários – desde o movimento do mouse no computador até o modo como as pessoas usam o site em seus smartphones.

O alvo

O principal objetivo de tal estratégia é conseguir deixar a publicidade mais focada e direcionada. O Facebook está testando a tecnologia e ainda não é oficial se será usada entre os mais de 1 bilhão de usuários.



Apesar de uma ideia bastante audaciosa, a prática não é inédita. Várias empresas já usam esse recurso de observar o que o usuário faz com o cursor do mouse. O jornal ainda aponta que o site de imagens Shutterstock “registra literalmente 100% de tudo o que o usuário faz no site”. Mas, evidentemente, o tamanho da Shutterstock não se compara com o Facebook e os dados capturados pela empresa seriam realmente gigantesco.

O Google patenteou uma tecnologia há vários anos que organiza os resultados de busca baseados em movimentos do mouse do usuário.

Caso a ideia seja implementada, o Facebook pode ter ganhos ainda mais expressivos em receita publicitária por permitir que os usuários interajam com aquilo que eles realmente desejam.
fonte http://jornalciencia.com/

0 comentários:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget