Bem vindos!

Variedades de Floripa ! notícias, política, depoimentos, críticas, curiosidades, vídeos e receitas !
Participe !

Todos os posts estão divididos por área, então se você tem interesse de ver somente um tipo de post, utilize a barra de categorias no topo da página, ou na seção de tags ao lado.
___________________________________________


segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Amor... Amor... Amor! de Paulo Konder Bornhausen


Amor... Amor... Amor!

Paulo Konder Bornhausen



Nada é comparável nesta vida ao Amor. Amor a Deus, as pessoas, aos animais, a natureza e até coisas materiais.

O Amor é o sentimento mais sublime do ser humano.

O Amor é a fonte da felicidade.

Sem Amor não há vida .

Assim pensando, achei de bom alvitre procurar nas palavras de pessoas conhecidas, famosas ou ilustradas, sem distinção de classe, cor ou religião, listar alguns conceitos, interpretações, citações sobre o tema do Amor entre mulheres e homens.

Selecionei alguns poucos que julguei, pudesse avaliar seus pensamentos, sobre este sentimento mágico que é o Amor, palavra mais usual na nossa linguagem, quiçás no mundo inteiro.

Então, vejamos;

Jorge Amado (escritor) – “O Amor é a própria vida e é o melhor da vida”.

Dollores Duran (cantora e compositora) – “Tem amor de raça e amor vira-lata/ Amor com champagne, amor com cachaça/ Amor nos iates, nos bancos de praça/ Tem homem que briga pela bem-amada/ Tem mulher maluca que atura porrada”.

Carlos Drummond de Andrade (escritor e poeta) – “Querida, mando-te/ uma tartaruguinha de presente/ e principalmente de futuro/ pois viverá uma riqueza de anos/ e quando eu haja tomado a estígia barca/ rumo ao país obscuro/ ela te lembrará no chão do quarto/ e te dirá em sua muda língua/ que o tempo, o tempo é simples ruga/ na carapaça, não no fundo Amor”.

Admiram Barbosa (compositor e cantor) – “Com a corda mil/ do meu cavaquinho/ fiz uma aliança prá ela/ prova de meu Amor e carinho”.

Carson McCullers (escritor norte-americano) – “A mais medíocre das pessoas pode ser objeto de um Amor selvagem, extravagante e belo como os lírios envenenados do pântano”.

Carlota Joaquina (esposa de Dom João VI) – “Vê se queres alguma coisa de mim, porque estou prontíssima para tudo. Por Amor faço tudo o que for do teu agrado, porque sou tua”.

Clarice Lispector (escritora) – “Amor não acaba. É como se o mundo estivesse a minha espera. E eu vou ao encontro do que me espera”.

Anatole France (escritor francês) – “A mulher se alimenta de Amor e carícias como a abelha das flores”.

Giacomo Leopardi (ensaísta italiano) – “Quando um homem concebe o Amor, o mundo inteiro se dissipa aos seus olhos, ele não vê nada além do ser amado”.

Stendhal (escritor francês) – “Em Amor, possuir não é nada, gozar é tudo...”.

Patativa de Assaré (poeta cearense) – “Há dor que mata a pessoa/ sem dó nem piedade/ porém não há dor que doa mais do que o Amor e sua saudade”.

Paulo Leminski Filho (poeta curitibano) – “O Amor é um elo/ entre o azul/ e o amarelo”.

Cazuza (cantor e compositor) – “É pelo beijo que o Amor começa”.

Alberto de Oliveira (poeta fluminense) – “Porque eu acho que não te esqueci? Acho que o Amor persiste, pois me sinto e sonho sempre contigo”.

Hélio Pellegrino (poeta) – “A vida é boa, o Amor insiste/ a carne é alegre, o tempo é triste”.

Baden Powell (violinista e compositor) – “O Amor é a melhor maneira de ser feliz e contribuir para a felicidade dos outros”.

Termino, citando novamente Carlos Drummond de Andrade (escritor e poeta) – “E o Amor sempre nessa toada/ briga perdoa, perdoa e briga/ Não se deve xingar na vida/ a gente vive depois esquece/ só o Amor volta para brigar/ para perdoar”.

Seria interminável minha, ainda que reduzida pesquisa, pois o Amor não tem fim.

Quem amou uma vez, pode amar duas vezes ou várias vezes, pois como disse no inicio, sem Amor não há vida.

O Amor é o todo maior da existência humana.

Não falo de fazer amor, um dia, uma noite ou em várias oportunidades, ainda que possa representar um sentimento de Amor frustrado, reprimido e até impossível.

Falo sim, do Amor completo, consolidado, verdadeiro, em que o ser que ama também é amado.

Salve o Amor!

Um comentário:

Ocorreu um erro neste gadget