Bem vindos!

Variedades de Floripa ! notícias, política, depoimentos, críticas, curiosidades, vídeos e receitas !
Participe !

Todos os posts estão divididos por área, então se você tem interesse de ver somente um tipo de post, utilize a barra de categorias no topo da página, ou na seção de tags ao lado.
___________________________________________


quinta-feira, 19 de julho de 2012

Molécula patenteada pode tornar os dentes à prova de cáries matando bactérias em 60 segundos


Segundo a pesquisadora Francisca Orellana, 73% da população mundial tem cárie.

Por essa razão Jose Cordova, cientista da Universidade de Yale e Erich Astudillo da Universidade de Santiago, decidiram em 2005 encontrar algo que pudesse reduzir drasticamente o número de pessoas com o problema.

Após inúmeras pesquisas eles descobriram a molécula Keep 32 que consegue matar as bactérias Streptococcus mutans, principal responsável pelo desenvolvimento da cárie, em apenas 60 segundos.

Dado ao seu potencial inacreditável, a molécula foi patenteada nos EUA e os pesquisadores estão buscando financiamento para concluírem os ensaios humanos e esperam colocar o produto nas prateleiras de supermercados e drogarias em um período máximo de 18 meses.

“A molécula não só pode ser incorporada em chicletes, mas produtos dentários como dentifrícios, gel dental, pastas em geral, doces e muitos outros”, disse Erich Astudillo que é chefe do Top Innovations Tech, empresa que está desenvolvendo a pesquisa.



“No Chile buscamos financiamento por mais de 2 anos e ninguém se interessou em pagar pela pesquisa e desenvolvimento”. Então, o pesquisador procurou o Instituto Fundador, uma das maiores incubadoras e aceleradoras de negócios do mundo, para melhorar o plano de pesquisa, buscando capital em redes internacionais.

“Estamos atualmente em negociação com 5 interessados em investir em nosso projeto ou comprar as patentes”, relatou Astudillo. Os cientistas estimam que será possível faturar mais de R$ 600 milhões de reais nos cinco primeiros anos após o lançamento da molécula em produtos industrializados.

Os pesquisadores estão com intenção de vender a patente da molécula para gigantes corporações de produtos de higiene bucal, como a Colgate.
fonte jornal da ciencia

Um comentário:

  1. Bastante interessante, e se der certo resolverá principalmente o problemas das pessoas mais carentes que nao dispõe de recursos necessários e que tem diculdade de acesso à tratamento!

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget