Bem vindos!

Variedades de Floripa ! notícias, política, depoimentos, críticas, curiosidades, vídeos e receitas !
Participe !

Todos os posts estão divididos por área, então se você tem interesse de ver somente um tipo de post, utilize a barra de categorias no topo da página, ou na seção de tags ao lado.
___________________________________________


terça-feira, 15 de setembro de 2015

Sericaia ou Sericá é um doce cuja receita é de origem duvidosa: há quem diga que é proveniente da Índia, há quem diga que é do Brasil ! vamos a ela !


DSC07243

Sericaia ou Sericá
A Sericaia é um doce tipicamente alentejano cuja receita é de origem duvidosa: há quem diga que é proveniente da Índia, há quem diga que veio do Brasil. A verdade é que o doce começou a ser confeccionado por dois conventos alentejanos que reclamam a receita original: o Convento das Chagas de Vila Viçosa e o Convento das Clarissas de Elvas. De forma a tornar a rivalidade mais espicaçada, um convento chama ao doce Sericaia e o outro chama Sericá.  É que o sabor do doce é único porque tem uma particularidade interessante: a textura fofa do doce é embelezada  por  ameixas em calda  . Estes frutos, de tradição abastada, e o seu molho de calda, são a junção de sabores únicos  que nos levam a fechar os olhos e devagar.
Ingredientes:

0.5 l de leite

70 gr. de farinha

7 ovos

200 gr. de açúcar

3 colheres  de sopa de canela em pó

casca de limão

1 pau de canela
Preparação:
DSC07252
Ferve-se o leite com a casca de limão e o pau de canela e deixe arrefecer. Depois dissolva a farinha com uma pitada de sal, num pouco de leite já morno,  leve ao fogo a engrossar, retire e deixe esfriar. Noutro recipiente bata as gemas com açúcar até obter creme fofo. Misture o preparado de gemas ao de farinha depois de este ter esfriado! Bata as claras em castelo e adicione ao preparado anterior com cuidado. Unta-se  levemente com  manteiga um prato grande de barro ou um recipiente semelhante e deite colheradas desencontradas do preparado. Polvilhe com canela e leve ao forno bem quente, cerca de 220 graus, até começar abrir uma espécie de fendas. Sirva frio, acompanhado de ameixas
http://docestemperos

0 comentários:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget