Bem vindos!

Variedades de Floripa ! notícias, política, depoimentos, críticas, curiosidades, vídeos e receitas !
Participe !

Todos os posts estão divididos por área, então se você tem interesse de ver somente um tipo de post, utilize a barra de categorias no topo da página, ou na seção de tags ao lado.
___________________________________________


sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Substância derivada do tomate pode reduzir o risco de ataques cardíacos


 Pesquisa mostrou benefícios na ingestão de pílulas com um derivado do tomate.

Pílulas que contém uma substância química chamada licopeno (substância responsável por dar cor vermelha aos tomates) podem atuar na quebra de depósitos de gorduras nas artérias.

  O estudo foi conduzido pela Universidade de Cambridge, descobrindo que tomar uma pílula diária de licopeno, impulsionou o fluxo sanguíneo e melhorou o revestimento dos vasos. A flexibilidade das artérias também aumentou em 50%.

Os pesquisadores acreditam que isso pode limitar os danos sofridos pelo coração. Só no Reino Unido, problemas cardíacos são responsáveis por mais de 180 mil mortes anuais.

Acredita-se também que pessoas com artrite e diabetes podem se beneficiar do uso diário de licopeno, bem como na tentativa de retardar o progresso do câncer.
Estudos têm mostrado que uma dieta no estilo das pessoas do Mediterrâneo, riquíssima em tomates, peixes, legumes e nozes, além de azeite de oliva, reduz significativamente o colesterol, ajudando a prevenir doenças cardiovasculares.

Os resultados foram apresentados na Associação Americana do Coração. A substância ainda foi capaz de aumentar a sensibilidade dos vasos ao óxido nítrico, gás que aciona a dilatação das artérias, em resposta ao esforço realizado pelo corpo.
Novos estudos serão realizados. O licopeno pode ser uma alternativa às estatinas para pessoas que sofrem de doenças do coração, evitando os medicamentos tradicionais para diminuir a taxa de colesterol.

  Segundo médicos cardiologistas da Fundação Britânica do Coração, apesar dos resultados com o licopeno terem sido promissores, ainda existe um longo caminho para reforçar os resultados encontrados. Além disso, é mais indicado uma dieta rica em legumes e verduras frescas, como a praticada no Mediterrâneo, do que ingerir apenas 1 pílula.


fonte jornal da ciencia

0 comentários:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget