Bem vindos!

Variedades de Floripa ! notícias, política, depoimentos, críticas, curiosidades, vídeos e receitas !
Participe !

Todos os posts estão divididos por área, então se você tem interesse de ver somente um tipo de post, utilize a barra de categorias no topo da página, ou na seção de tags ao lado.
___________________________________________


quarta-feira, 27 de junho de 2012

AS MAGIAS DO ALECRIM DO LIVRO ERVAS DO SITIO DE ROSY L. BORNHAUSEN




O alecrim é uma planta linda, cheirosa e extremamente útil. Seu nome latino ros marinus significa' 'o orvalho que vem do mar", porque as praias do Mediterrâneo cheiravam ao alecrim que crescia espontaneamente em suas areias.
Sozinho vale por uma farmácia medicinal e cosmética, e na cozinha de diversos países é um condimento importante e sempre presente. É um arbusto forte, lenhoso, com folhas pontiagudas como as do pinheiro, verde-escuras na frente e prateadas atrás.
As lendas nos contam que suas flores eram brancas e ficaram azuis quando Nossa Senhora descansou com o Menino Jesus à sua sombra na viagem de fuga para o Egito. Também se diz que um pé de alecrim jamais terá altura superior à de Cristo quando adulto, e que foi com um de seus ramos floridos que um jovem príncipe tentou e conseguiu despertar a Bela Adormecida de seu sono de cem anos. Os sicilianos ensinam para as suas crianças que as fadas meninas gostam de se transformar em serpentes e brincar à sombra dos alecrins cheirosos, e muitos povos têm certeza de que a planta só floresce no jardim do homem justo e piedoso. Outros acham ainda que só fica viçosa quando quem manda na casa é a mulher. Acredita-se desde tempos muito antigos que o alecrim estimula a memória, e os estudantes gregos tinham o hábito de entrelaçar ramos em seus cabelos quando estudavam para os exames. É também considerado o símbolo da amizade, porque as pessoas que o usam sempre se lembram dos amigos. Nos casamentos era usado nas grinaldas das noivas para dar sorte, nos enterros para dar paz ao morto, e nas igrejas e hospitais, queimado como incenso para santificar e purificar o ambiente. Parece ainda que o famoso' 'néctar dos deuses" era mel de alecrim ... Será preciso dizer mais? Seu uso em tantas regiões do mundo e em culturas tão diversas nos mostram, como já disse, que em se tratando de ervas é impossível separar a lenda da realidade, e o melhor é acreditar que elas são mesmo um maravilhoso presente de Deus.
É muito fácil plantar um pé de alecrim. Como a grande maioria das ervas, é pouco exigente quanto ao solo, quase imune às pragas comuns dos jardins, pre¬fere os lugares ensolarados, mas tolera bem um pouco de sombra, e fica verde o ano inteiro. Multiplica-se por meio de mudas, galhos e sementes, e como é uma planta perene, depois de alcançar mais ou menos um metro de altura serve como planta-mãe durante muitos anos. Só não gosta de ser transplantada depois de grande. Aí, muitas vezes seca e morre. Como ainda não temos o conhecimento e a sofisticação dos Estados Unidos e da Europa não posso falar sobre variedades diferentes,mas além do alecrim que por aqui chamamos de "comum" estou tentando trazer há tempos, da Inglaterra, um alecrim rasteiro que cresce desordenadamente e se derrama sobre muros e calçadas, numa profusão apoteótica de florzinhas azuis.
É a planta companheira da sálvia, atrai abelhas e repele a mosca da cenoura. É considerado pelos es-tudiosos herbalistas uma erva estimulante que deve ser plantada em todo jardim.
Na medicina alternativa é usado como tônico car-díaco e para dores de cabeça. É fantástico para os rins e equilibra a pressão arterial. Além disso é utilizado nos estados de depressão, alivia dores reumáticas e auxilia na digestão.
Seu uso mais comum é em chás, vinagres e óleos e as receitas básicas, como todas as outras, poderão ser
encontradas no capítulo' 'Como fazer". Aqui, como curiosidade, vou dar uma receita para aliviar o reumatismo que data do ano de 1235 e que se chama:
Água da rainha da Hungria
Prepare uma tintura de alecrim e outra de lavanda. Misture três partes da tintura de alecrim com uma parte da de lavanda. Use o líquido para massagear as juntas doloridas.
Tintura:
600 ml e duas xícaras e meia) de álcool de cereais 40 g da erva bem amassada. e Um bom punhado.)
Coloque num vidro bem fechado, de preferência escuro, e deixe macerar pelo menos um mês. Coe e use. Dura muito tempo.
Esta receita teria sido oferecida a dona Isabela, rainha da Hungria, por um anjo disfarçado de ermitão. A rainha, com setenta e dois anos, quase não podia mais andar por causa do reumatismo. Depois de usar a receita do anjo durante um ano recuperou a saúde e a beleza, ficando com uma aparência tão boa que o jovem rei da Polônia quis casar-se com ela ...
Na cozinha o alecrim pode ser usado com sucesso em todas as carnes brancas, especialmente perus, carneiros e frangos. Em Portugal, o "cheirinho de alecrim" está sempre presente. Peixes, batatas e omeletes ficam mais saborosos, e os molhos, com uma pitadinha da erva fresca, ficam com um aroma todo especial.
Na parte cosmética o difícil é saber o que não se faz com o alecrim, porque seus superpoderes embelezam e
rejuvenescem os cabelos, o rosto e o corpo. Para os cabelos uso muitas vezes, depois de lavar, o chá de alecrim, que é o mesmo chá para reumatismo, só que bem mais forte e feito em uma panela grande. É importante deixar em infusão umas duas horas antes de usar. O vinagre perfumado com alecrim também é excelente e restabelece o pH natural dos cabelos e da pele. É ligeiramente adstringente, e o resultado é uma cabeleira brilhante e uma pele macia e rosada. Para depois do banho ou como condicionador dos cabelos o óleo de alecrim também é ótimo e muito simples.
 Dentro de casa ou no jardim o alecrim é sempre um privilégio. Como já disse, a planta é linda e lembra muito um pinheirinho. No Natal meus presépios são enfeitados com muitos dos seus ramos verdes e floridos. Água fervendo com muitas folhinhas de alecrim num recipiente de cerâmica faz sumir qualquer cheiro de cozinha e deixa a casa inteira perfumada. Dentro dos armários e das gavetas a erva seca afasta as traças. Na França, o incenso de alecrim é tão usado que seu nome é também incensier. O seu óleo essencial é usado para perfumar velas.
No aspecto mágico o alecrim pode ser usado de baixo do travesseiro para afastar os maus sonhos. Antigamente os jovens costumavam passear com um ramo de alecrim nas mãos para com ele tocar na pessoa amada e ter seu amor para sempre.
É a erva da juventude eterna, do amor, da amizade e da alegria de viver.

As Ervas do Sítio - 12ª Ed.
fonte As ervas do sítio ROSY L BORNHAUSEN

0 comentários:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget